30 de Julho de 2018

QUANDO O INVERNO

Quando o inverno chegar Os meus pés estarão frios Serás tu que me aquecerás Esta angústia no meu peito Nesta velha cama tão nossa Sonhos apagados dos passos Dados pelos ponteiros do relógio Endiabrado sentimento teu Para que o rio afogue as dores Que sentes tantas vezes ...
29 de Julho de 2018

ESCREVO PARA QUÊ

Escrevo com o peito aberto Sem saber porquê e para quê Talvez seja para me libertar ...
29 de Julho de 2018

VESTI-ME

Vesti-me nas letras De perfumadas palavras Para me despir em poesia No querer perder-me no teu rio Em desassossegos silenciosos Para esconder as palavras Em frágeis muralhas nossas De repetidas letras de especiais noites Vesti-te de amor em forma de um poema ...
28 de Julho de 2018

ANTES QUE TUDO

Antes que tudo acabe Não consegui lavar As minhas mãos Porque ainda tinham O perfume do teu corpo Antes que tudo acabe Prova o gosto da minha boca Deita-te ao meu lado Cobre-me de beijos Enquanto a tempestade acalma Para florirmos com flores De várias cores em desejos Antes que tudo acabe ...
28 de Julho de 2018

QUE POSSO FAZER EU

Que posso fazer eu Se o meu corpo pede o teu Entre um orgasmo e outro Neste milagre do gosto Para florirmos em flores ...
28 de Julho de 2018

ENTRA A LUZ

Entra a luz pelas cortinas do quarto Com a solidão desarruma a minha alma Na vontade sentida, desfolha as pétalas Das rosas na jarra, como se do meu cabelo ...
26 de Julho de 2018

VEM AMA-ME

Vem ama-me devagar Entre um beijo Uma carícia Um olhar malicioso ...
20 de Julho de 2018

EMBALA

Embala os meus sonhos Que hoje quero ficar em silêncio Nesta noite de amor passada ao teu lado Para sentir os desejos dos teus beijos Nas caricias dadas pelos nossos corpos Em delírio nesta noite chuvosa Doando a alma um ao outro Nesta loucura de tanto desejo Que o nosso amor se fez presente ...
20 de Julho de 2018

TU ÉS O MEU LOUCO

Tu és o meu louco amor Vem deixa-me saborear-te Deixa-me sentir-te em mim Perder-me em mil pensamentos Com o teu toque carinhoso Vem amor, deixa-me beijar-te Neste meu insano desejo Mergulhar no teu corpo ...
20 de Julho de 2018

ENTRE AS ÁRVORES GRITA

Entre as árvores grita Uma alma de tantos tormentos Que o vento leva os pensamentos Turvos de lodo no momento Ilusão de sentimentos em silêncio Ai vaidade, ai tudo que se sente Rasga a carne de tantos sinistros momentos Entre o sangue que cai nas pedras Agarrado a um espectro, onde jaz sozinho Roto sujo, pobre alma que grita Entre as árvores da serra escondido Nas fragas, solidão imposta por ele Tenta viver, mas descobre que já morreu ...


« Voltar
Criação e desenvolvimento de web sites

Envio de Mensagens SMS

Cofomark Bases de Dados