Loading

ISABEL MORAIS RIBEIRO FONSECA

castelafonseca@sapo.pt

AMOR ABRAÇA-ME RASGA-ME

Abraça-me
Rasga-me o corpo
Mata-me de amor
Em orgias tão nossas
Nas delicias que sentimos
De tanto prazer
Faz o meu corpo sentir
O vibrar das ondas do mar
No cansaço das suas ondas
Por entre as viagens
Que a onda faz na areia
Tocando a minha alma
Para que descalços e nus
Morramos os dois
De tanta paixão entre nós.