Loading

ISABEL MORAIS RIBEIRO FONSECA

castelafonseca@sapo.pt

AMOR DEIXAS-ME

Deixas-me louca
De amor , de desejo
Tu és o meu vicio
O meu ópio a minha cocaína
O sangue quente
Que me corre nas veias
Confesso-me loucamete
Em delírio por ti
Os meus sonhos são delírios
Sentidos por ti num louco amor
Quando tu danças no meu corpo
Com todos os teus desejos
Feitos em vícios de tantos gemidos
Nossos em noite de lua cheia
Como o ópio agarrado aos nossos corpos