Loading

ISABEL MORAIS RIBEIRO FONSECA

castelafonseca@sapo.pt

AMOR O MEU

O meu coração sofre
Quando está separado do teu
Quero sentir os teus braços
Sentir-me amada, desejada
Para ter na minha boca o teu beijo
Entre os supiros dados pelo vento
Para durar sempre no meu desejo
Fervendo o sangue em mim
Saltando do meu peito
Todo o meu amor que chama
Por ti em delírio num gemido meu.