Loading

ISABEL MORAIS RIBEIRO FONSECA

castelafonseca@sapo.pt

CHAVE

Ofereci-te a chave
Da minha vida
Onde fechei a porta
A minha ilusão
Senti o brilho
Das simples coisas
Entre as pétalas
No vento quente
Para florir as pedras
Dos olhos em flores
A despir-me a alma.