Loading

ISABEL MORAIS RIBEIRO FONSECA

castelafonseca@sapo.pt

HEI-DE ESCREVER

É na terra lavrada

Que descanso

O meu corpo já cansado



Hei-de escrever-te

Um poema

Na ardósia preta

Dourada seara de trigo

Entre as fragas