Loading

ISABEL MORAIS RIBEIRO FONSECA

castelafonseca@sapo.pt

LIVRO FOLHEADO

Outono quente de livro na mão

Caminho descalça pela areia fria da praia

Oiço o mar a desfalecer

Chorava o mar de amor nas vagas que batiam nas rochas

Naufrago das palavras entre os livros lidos

Livros folheados asfixiados de felicidade

Páginas rasgadas que tu talvez nunca conseguirás ler

Tatuagem esboçada inundada de harmonia

Letras desdobradas, incompreendidas, mal amadas

Outono quente onde escondo a minha alma na gaveta da cómoda

E os meus olhos entre os livros no cesto do nosso quarto .!