Loading

ISABEL MORAIS RIBEIRO FONSECA

castelafonseca@sapo.pt

NASCI

Nasci vazia
Sozinha me encontro
Com a vida ferida
Baça entre as sombras
Jamais tive sonhos
Jamais ousei sonhar
Perdi totalmente a fé
Tal como a esperança
Embriago-me por inteiro
Na solidão do vento
Entre os lençois de seda
E as laranjeiras em flor
Nas palavras que voam
Entre as brumas das manhãs
No uivar do feroz lobo
É no silêncio que queima
Entre o cansaço em devaneio
Entre as dores sentidas em desafectos.