Loading

ISABEL MORAIS RIBEIRO FONSECA

castelafonseca@sapo.pt

O MEU CORPO

O meu corpo procura-te
Com febre à noitinha
As minhas mãos ficam
Coladas na tua pele
O teu cheiro de lavanda
Embriaga-me os sentidos
No anseio dos teus braços
Abraço forte que sinto no peito
Os meus olhos olham os teus
Deveras-mente como o rio
Que corre com força para o mar
Na sede que tem em beijar
A tua boca de amargo mel
Sentindo o teu corpo em chamas
A dizer cantando o quanto me amas.