Loading

ISABEL MORAIS RIBEIRO FONSECA

castelafonseca@sapo.pt

O TEU OLHAR

O teu olhar é uma flor
Num deserto de dunas
Onde o teu corpo
Ficou ancorado
Nas lembranças
Por florir
Das saudades
Dos teus beijos
Do teu despertar
Dos teus afagos
Que eram o perfume
Que alimenta o meu jardim
Para florir de felicidade.