Loading

ISABEL MORAIS RIBEIRO FONSECA

castelafonseca@sapo.pt

PARTO DE MIM

Parto de mim por caminhos
Vertiginosos sem poder levar comigo
As açucenas mais belas que um dia
Os meus olhos já viram ou irão ver
Agarradas aos vestidos de noiva
Onde as lágrimas caiem de alegria
Num encontro marcado pelo tempo
Numa rua qualquer transformada em noite
Pela tua ausência perfumada de silêncio
Nas árvores da rua afogadas de amargura
Perco o caminho da felicidade ganha
Pelas claras tardes entre as horas de verão
Visitadas em pensamento por ti, sim por ti