Loading

ISABEL MORAIS RIBEIRO FONSECA

castelafonseca@sapo.pt

PERCO O NORTE

PERCO O NORTE ( e perdido ando eu...)

Olho-te nos olhos
Contigo perco o norte
Agarra-me, puxa-me
Para que eu possa
Sentir-te intensamente
Funde-me num longo beijo
Num beijo molhado apaixonado
Quero sentir-me possuída por ti
Pela química do desejo que nos invade
Cerca-me com os teus braços
Amo sentir as tuas mãos pelo meu corpo
Enquanto as nossas línguas fazem amor
Gosto da sensação da química do nosso corpo
Abraça-me, quando chegares não fales
Faz-me apenas um ser especial, meu amor.