Loading

ISABEL MORAIS RIBEIRO FONSECA

castelafonseca@sapo.pt

QUERO PERDER-ME

Quero perder-me na tua alma
No teu corpo, para que fiques
À deriva nas curvas do meu
Entrar em ti viajar pelo teu olhar
Amar-te mais do que posso amar
Para perder-me em ti entrar no teu mar
Inundar todo teu ser acordar contigo
Dizer-te que tu és tudo em mim
Dar-te o meu corpo perdendo-me
Nos teus braços para viajar só em ti
No meu ventre onde te adentras
Subsistes em fogo, só a tua língua
Pode aliviar a febre do meu corpo
Na saudade que declara do teu
No fogo da tua boca me reinvento
De carne nas tuas mãos