Loading

ISABEL MORAIS RIBEIRO FONSECA

castelafonseca@sapo.pt

SOMOS


Somos existência sem tempo nem referência

Somos música feita de lágrimas de um tempo

Somos um coração de pedras que voa sem asas

Somos poemas soltos amargos de água salgada

Somos uma seta de um arco preso no peito ferido

Somos feitos de tudo e de nada, existência sem tempo

Somos referencia matéria de densidade e amplitude.

Somos feitos do reconhecível e do intraduzível

Somos feitos de expectativas e de desilusões

Somos feitos de surpresas, nunca somos um só

Somos um no meio de muitos e muitos em cada um

Somos um mundo de palavras que tentamos descobrir

Somos anjos cadentes, demónios decadentes

Somos humanos mesmo quando desumanos!