Loading

ISABEL MORAIS RIBEIRO FONSECA

castelafonseca@sapo.pt

TALVEZ EU

Talvez eu seja uma poesia
Ou um verso esquecido
E agora que vou fazer
Se a minha idade já não combina
Com o meu coração
Se quero voar de sorrisos
E os meus cabelos brancos
Continuam a nascer
Como flores que brotam na alma
O que eu vou fazer agora
Já sei talvez escreva um livro
De contos de fadas
Talvez dance um tango
Ou ainda ria com alegria
Para deixar que o inverno venha
Com amor e conforto no meu coração.