Loading

ISABEL MORAIS RIBEIRO FONSECA

castelafonseca@sapo.pt

TRÁS-OS-MONTES BERÇO DE POETAS




Berço de poetas, amantes de boa comida

Deste reino maravilhoso de Trás os Montes

Gente dura como as pedras de coração quente

Neste mar de fragas num oceano megalítico

Que se vê ao longe de palavras lavradas

Por entre carvalhos, castanheiros e oliveiras

Haverá coisa mais bela nesta vida

Que as amendoeiras em flor

E num terço rezado com fé e devoção

Destas gentes em simplicidade 

Mata-se a sede e a fome em saudades 

Numa saca de retalhos que ficam guardados

Entre o peito dorido de um transmontano 

Da fraga jorra a água que nasce na serra 

E medra com mel a distância, neste seio de fragas

Onde se ama com o sentimento na alma