Loading

ISABEL MORAIS RIBEIRO FONSECA

castelafonseca@sapo.pt

VESTI-ME


__Vesti-me nas letras
De perfumadas palavras
Para me despir em poesia
No querer perder-me no teu rio
Em desassossegos silenciosos
Para esconder as palavras
Em frágeis muralhas nossas
De repetidas letras de especiais noites
Vesti-te de amor em forma de um poema
Despi-te para ler-te numa leitura forte
Desejei-te tantas vezes em perfumadas letras
Entre as flores do jardim que voavam
À tua procura nos abismos da escura noite
Despi-te o corpo com um silêncio meu
Para não esconder-te nas letras que formavam
Todas as palavras que dizíamos tantas vezes
De um amor perfumado num poema em poesia.